O cenário é Assunção, Paraguai, no final de novembro último. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, presente ao sorteio dos grupos da Copa Libertadores da América, distribuiu broches com o símbolo do clube para autoridades e convidados. Minutos mais tarde, chegaram os dirigentes do arquirrival São Paulo. Entregaram pacotes personalizados com diversos produtos licenciados da equipe. “É... em matéria de marketing, eurealmente tenho muito a aprender com eles”, admirou-se Sanchez.

As palavras do dirigente alvinegro traduzem um sentimento comum aos times brasileiros. Até os adversários mais ferrenhos reconhecem que, em matéria de organização, divulgação da própria imagem e marketing, é difícil superar o São Paulo Futebol Clube.

uma evidência do pensamento de longo prazo do SPFC é o esforço para revelar e formar novos talentos