Há uma diferença entre o que está na moda e o conhecimento profundo. Mas a literatura de gestão nem sempre dis-tingue as duas coisas. Em sua maior parte, reconhece o novo como o necessário. As ideias em alta são as de que não se ouviu falar antes ou, pelo menos, não na nova embalagem. O novo é equiparado ao melhor e é considerado inteligente. Ainda que cada gestor preparado saiba que essa concepção está equivocada, aderimos aos modismos de qualquer maneira, mesmo que o que realmente queiramos seja conhecimento e não nos importemos se a ideia é nova, velha ou nem uma coisa nem outra. O que nos interessa, de fato, é se ela é correta e se a orientação que oferece durará e nos ajudará a permanecer também.

Michael Cusumano, professor de administração da MIT Sloan School of Management, decidiu reunir os princípios de gestão que perduram independentemente das ondas mundiais ou do ambiente corporativo. Assim, concebeu Staying power: six enduring principles for managing strategy & innovation in an uncertain world (ed. Oxford University Press). Nesta entrevista, ele fala sobre os insights de seu livro e as características que mais influenciarão o sucesso competitivo no cenário atual, que privilegia a inovação.

Diante da velocidade da mudança tecnológica e de seus efeitos sobre a competição, a que os líderes deveriam prestar mais atenção?