10 - A produtividade superbaixa do trabalhador brasileiro é manchete há mais de década. Por quê? Devemos atribuir tudo ao sistema de educação?

Desde os anos 1980, nossa produtividade está estagnada, seja essa produtividade do trabalho a que você se refere, seja a chamada “produtividade total dos fatores”, que inclui todos os insumos que a gente usa para produzir – mão de obra, capital físico, as metodologias de gestão e tecnologias, o número de empresas etc. A razão? Houve um aumento acelerado de produtividade no mundo desenvolvido ao longo dos anos 1990 e início dos anos 2000. De uns anos para cá, isso se reduziu, mas o fato é que os Estados Unidos já eram mais produtivos do que nós, e o gap só aumentou. Confluíram várias razões para isso acontecer nos outros países e não acontecer no Brasil.

Uma razão foi a primeira onda de digitalização da economia, que otimizou processos das empresas – com ela, cada empresa continuou fazendo o que fazia, mas de forma mais simples e gastando menos mão de obra para resolver problemas de informação interna, de estoque/inventário, de relação com clientes ou de comunicação via e-mail, e de uma série de desafios adicionais.