Shivon Zilis comanda o fundo de venture capital Bloomberg Beta, criado pela Bloomberg com US$ 75 milhões para investir em startups que trabalham com inteligência de máquina. Em outras palavras, em vez de fazerem uma análise tradicional de big data, por exemplo, essas startups aplicam aos dados algoritmos que entendem padrões ali e criam modelos de ação a partir deles.

Empresas como Amazon e Netfl ix utilizam machine learning quando suas máquinas recomendam aos clientes produtos com base em comportamentos anteriores. No entanto, a evidência de que o setor vai além dessas duas empresas icônicas está com Zilis: o mapa de players de inteligência artifi cial, o “Machine Intelligence Landscape”, que ela publica todo ano, e a evolução do volume investido em startups ligadas a inteligência de máquina.

O mapa da Bloomberg Beta, que cobre de machine learning a internet das coisas, passando por enriquecimento de dados, mostra um avanço inquestionável: em 2016, teve 30% mais organizações do que em 2014, quando foi lançado.