*Por Nadya Zhexembayeva

Alimentado por pesquisas com consumidores, o mito do verde se espalhou como rastilho de pólvora

Era uma vez um grupo de transformadores que enxergou o excesso de pesca nos oceanos e antecipou o aumento dos preços das commodities e a redução das oportunidades baseadas em recursos naturais. Eles decidiram tomar providências, propondo novos produtos, novos processos e novos serviços que revertessem a decadência. Escreveram uma infinidade de livros e falaram em muitas palestras. Pressionaram por mudanças em todos os setores e pariram uma resposta unificada ao desafio: a “economia verde”.