Gerir um negócio requer competências muitas vezes complexas, dificilmente reunidas em um único empreendedor. No Brasil, o aspecto fiscal e tributário é, não raramente, um dos maiores pontos de gargalo.

De acordo com levantamento recente da CNDL e da SPC Brasil, apenas 22% dos micro e pequenos empresários conhecem o percentual de imposto nas transações comerciais que realizam. Pouco menos de um terço deles (32%) afirmaram saber um valor aproximado, enquanto 41% não souberam responder. A maioria dos empresários também não sabe dizer a fatia do faturamento destinada ao pagamento dos impostos: somente 14% conhecem o valor exato, 31% sabem de maneira aproximada e outros 48% nem mesmo têm ideia.

Para o especialista em liderança e gestão organizacional, também CEO do Instituto Gestão Inteligente, João Cosenza, o principal fator para esses resultados é a falta de preparação daqueles que querem empreender. “É uma característica do brasileiro não ter conhecimento financeiro, um déficit que vem desde a base, ainda criança: a falta de educação financeira. Sem estudo e planejamento, muitos negócios acabam entrando na estatística de empresas que fecham nos primeiros dois anos”.