Carl Gustav Jung

Carl Gustav Jung ( /ˈjʊŋ/; Kesswil, 26 de julho de 1875 — Küsnacht, 6 de junho de 1961) foi um psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica. Jung propôs e desenvolveu os conceitos da personalidade extrovertida e introvertida, arquétipos, e o inconsciente coletivo. Seu trabalho tem sido influente na psiquiatria e no estudo da religião, literatura e áreas afins.

O conceito central da psicologia analítica é a individuação - o processo psicológico de integração dos opostos, incluindo o consciente com o inconsciente, mantendo a sua autonomia relativa. Jung considerou a individuação como o processo central do desenvolvimento humano.

Ele criou alguns dos melhores conceitos psicológicos conhecidos, incluindo o arquétipo, o inconsciente coletivo, o complexo, e a sincronicidade. A classificação tipológica de Myers Briggs (MBTI), um instrumento popular psicométrico, foi desenvolvido a partir de suas teorias.

Via a psique humana como "de natureza religiosa", e fez esta religiosidade o foco de suas explorações. Ele é um dos maiores colaboradores contemporâneos conhecidos para análise de sonhos e simbolização. Embora exercesse sua profissão como médico e se considerasse um cientista, muito do trabalho de sua vida foi passado a explorar áreas tangenciais, incluindo a filosofia oriental e ocidental, alquimia, astrologia e sociologia, bem como a literatura e as artes. Seu interesse pela filosofia e ocultismo levaram muitos a vê-lo como um místico.

Carl Jung

Nome completo
Carl Gustav Jung
 
Conhecido(a) por
fundar a psicologia analítica
 
Nascimento
26 de julho de 1875, Kesswil, Turgóvia
 
Morte
6 de junho de 1961 (85 anos), Küsnacht, Zurique
 
Nacionalidade
Suíça
 
Cônjuge
Emma Jung (1882-1955)
 
Filho(s)
Agathe, Anna, Franz, Marianne, Emma
 
Ocupação
psiquiatra, professor universitário, psicólogo
 
Ideias notáveis
Complexo, Inconsciente coletivo, Arquétipos, Sombra, Anima e Animus, Individuação, Sincronicidade