Elis Regina

Elis Regina Carvalho Costa (Porto Alegre, 17 de março de 1945  â€” São Paulo, 19 de janeiro de 1982) foi uma cantora brasileira. Conhecida por sua presença de palco, sua voz e sua personalidade. Com os sucessos de Falso Brilhante e Transversal do Tempo, ela inovou os espetáculos musicais no país e era capaz de demonstrar emoções tão contrárias, como a melancolia e a felicidade, numa mesma apresentação ou numa mesma música.

Como muitos outros artistas do Brasil, Elis surgiu dos festivais de música na década de 1960 e mostrava interesse em desenvolver seu talento através de apresentações dramáticas. Seu estilo era altamente influenciado pelos cantores do rádio, especialmente Ângela Maria, e a fez ser a grande revelação do festival da TV Excelsior em 1965, quando cantou "Arrastão" de Vinicius de Moraes e Edu Lobo. Tal feito lhe conferiu o título de primeira estrela da canção popular brasileira na era da TV. Enquanto outras cantoras contemporâneas como Maria Bethânia haviam se especializado e surgido em teatros, ela deu preferência aos rádios e televisões. Seus primeiros discos, iniciando com Viva a Brotolândia (1961), refletem o momento em que transferiu-se do Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro, e que teve exigências de mercado e mídia. Transferindo-se para São Paulo em 1964, onde ficaria até sua morte, logrou sucesso com os espetáculos do Fino da Bossa e encontrou uma cidade efervescente onde conseguiria realizar seus planos artísticos. Em 1967, casou-se com Ronaldo Bôscoli, diretor do Fino da Bossa, e ambos tiveram João Marcelo Bôscoli.

Informação geral

Nome completo
Elis Regina Carvalho Costa
 
Também conhecido(a) como
Pimentinha (apelido criado por Vinicius de Moraes); Elis-cóptero (apelido criado por Rita Lee); Lilica
 
Nascimento
17 de março de 1945
 
Origem
Porto Alegre, RS
 
País
Brasil
 
Data de morte
19 de janeiro de 1982 (36 anos)
 
Gênero(s)
Bossa-nova, MPB, samba, pop
 
Instrumento(s)
voz
 
Período em atividade
1961–82
 
Gravadora(s)
Continental (1961–62), CBS Records (1963), Philips Records (atual Universal Music) (1964–78), WEA (1979–80), EMI-Odeon (1980–81), Som Livre (1981–82)
 
Afiliação(ões)
Fino da Bossa, Jair Rodrigues, Tom Jobim, César Camargo Mariano, Chico Buarque, Ivan Lins
 
Influência(s)
Edith Piaf, Carmem Miranda, Laurindo Almeida, Nancy Wilson, Peggy Lee, Eartha Kitt, Billie Holiday,, Angela Maria