Aramis

Henri d’Aramitz ou Aramis era um abade laico que inspirou o personagem Aramis (René de Herblay), criado por Alexandre Dumas (pai), que co-protagoniza as novelas Os Três Mosqueteiros, Vinte Anos Depois e O Visconde de Bragelonne.

Como Porthos, Aramis pertence a uma família protestante do Béarn. Diferentemente dos outros mosqueteiros bearneses, era de origem militar nobre. Seu avô, o capitão huguenote Pierre d’Aramitz, desempenhou papel bastante ativo nas Guerras religiosas na França que castigaram o Béarn e Soule à época de Joana d'Albret. Seu pai, Carlos d'Aramitz, era, no início do século XVII, marechal dos alojamentos na Companhia dos Mosqueteiros. Uma das irmãs de Carlos d'Aramitz casou-se com M. de Tréville (outro personagem real aproveitado por Dumas de forma fictícia em sua trilogia), o comandante da companhia. É assim bastante natural que este último receba seu sobrinho por afinidade em sua companhia, em 1640, ao mesmo tempo que Athos e Porthos, e na época em que d'Artagnan chega à Paris. Não se sabe por quanto tempo Henri d'Aramitz permaneceu no serviço militar, mas sabe-se a data de seu casamento (16 de fevereiro de 1654) e o nome de sua esposa (Jeanne de Béarn-Bonasse). Sabe-se ainda que teve dois filhos (Armand e Clément) e duas filhas

Personagem fictícia de Os Três Mosqueteiros

Origem
França
 
Sexo
Masculino
 
Características
Não encontrava rival.
 
Amigo(s)
Athos, Porthos, D'Artagnan
 
Inimigo(s)
Milady de Winter
 
Criado por
Alexandre Dumas